Estratégias de balanceamento:

Demanda x Oferta

Ana Lígia Vieira Rodrigues

  • LinkedIn ícone social

Atuar com a capacidade produtiva ideal é um desafio no mundo industrial. Com a crescente volatilidade da demanda, adequar a capacidade produtiva rapidamente requer que a empresa tenha profundidade nas estratégias de manufatura de curto, médio e longo prazos para se antecipar e operar com a maior rentabilidade possível. Esse mindset precisa ser constante e o principal direcionador dos times de manufatura e excelência operacional.

 

Deve-se pensar em aumento de produtividade nos dois cenários: Demanda > Capacidade e Capacidade > Demanda. Nas duas situações, a identificação clara de capacidade é um benefício para manufatura, pois assim pode-se atingir o melhor resultado com o menor custo. Em geral, quanto antes diagnosticados os descompassos entre demanda e oferta, maiores as chances de mitigação, por isso a importância do processo S&OP bem conectado aos times de manufatura. Algumas alternativas de manufatura para melhor se adaptar as variações do mercado:

 

Demanda > Capacidade

 

Normalmente, alguns produtos podem ser represados ou postergados pelos times de planejamento, que focam em reduzir setups e maiores lotes de produção. 

 

Nessa situação, o foco mais indicado é: buscar o máximo de produção, pois cada peça produzida a mais será convertida em receita ($). Alternativas rápidas para aumentar a produção são utilizar calendário estendido (trabalhar nos finais de semana) e fazer revezamentos nas paradas planejadas (refeição, ginástica, banheiro). Em seguida deve-se avaliar a possibilidade de reduzir tempo ciclo dos gargalos (focar nas atividades que não agregam valor como deslocamento, indexação, movimentos desnecessários,  ..) e por fim a que demanda mais tempo, aumento de eficiência.

 

Capacidade > Demanda

 

Quando a capacidade é maior que a demanda, é comum ocorrer mais setups e reduzir o lote de produção, como meio de usar a capacidade para melhorar o nível de serviço e controlar o nível de estoques. 

 

É de conhecimento que o uso do recurso se expande conforme sua disponibilidade. Quando há excesso de capacidade produtiva, normalmente é difícil mover-se da zona de conforto e pensar em como melhorar a produtividade para obter menor custo.  Momentos de baixa demanda são propícios para investir em projetos de melhoria, pois existe uma “folga” preciosa para testar as alternativas. 

 

Estratégias de manufatura possíveis para este cenário: reduzir tempo de ciclo e aumentar eficiência para poder reduzir turnos de trabalho (horas). Nem sempre é possível reduzir um turno completo, mas pode-se pensar em linhas reduzidas, ou seja, utilizar ~60% da mão de obra para entregar 50%-55% do volume de produção